serena

29 out O lugar luminoso da coerência na educação

por Tatiana Leonel

 

Buscar a coerência em nosso fazer diário cria em nós um alargamento do nosso existir, que acolhe integralmente todas as nossas faces e nos proporciona reconhecer e honrar nosso ser em sua inteireza.

 

Quando buscamos em nós coerências e incoerências e olhamos para elas como valiosa matéria-prima para nos tornarmos seres ainda melhores, somos capazes de fazer as pazes com nossas sombras e as trazemos no colo como lições a serem praticadas no nosso processo de evolução.

 

Quando abrimos este espaço para acolher tudo que existe em nós, somos capazes de olhar e contemplar a criança também em sua incompletude, sem julgar, comparar, avaliar ou qualificar; é encantar-se com o todo se desdobrando a nossa frente, reconhecendo que as imperfeições existem em nós e sermos eficientes em libertar as crianças de nossas próprias histórias, padrões e crenças limitantes. Se quisermos ajudar uma criança violenta, limpemos a violência que está dentro de nós, assim como outros sentimentos e expectativas que brotarem dessas relações.

 

É necessário que possam viver suas próprias histórias para que não as limitemos a viver lições que são nossas, é preciso trabalhar dentro de nós diariamente para reconhecer, transmutar, evoluir e, nessa jornada, sermos gratos, pois, se mantivermos nosso olhar atento, elas serão nossas mestras na reforma íntima. A criança é verdadeira e traz com freqüência informações a respeito do que está vibrando em nosso campo, e quando você muda dentro de você, isso se reflete fora.

 

Reconhecer nossa escuridão como parte essencial da composição de nossa luz pode ser a forma mais elevada de agradecer a abundância e felicidade de ser quem se é, e viver nesta vida de crescimento e expansão do nosso SER a oportunidade de ser canal para ofertar ao mundo uma educação mais pura, viva e amorosa, que reverencia todos os seres numa relação de unidade e completude.

 

No Comments

Post A Comment